12 dezembro 2007

Como fica?

Final de ano, nada para disputar, férias... Só restam as conversas de bastidores e os preparativos para 2008. Os rebaixados se preocupam com a falta de dinheiro iminente. Os que não caíram, preocupam-se com a falta de jogadores, com a falta de estrutura, com a falta de gente séria... Enfim, os problemas de sempre. Assim, o mercado de compra e venda de jogadores se aquece.
O Peixe, que deve manter o mercenário Luxa (se o Parmêra não se meter), fala na contratação de Roger, ex-Framengo. Puta besteira, já que Roger é da "turma do chinelinho", coroa e estrelinha. Se fosse para ter um veterano, que ficasse com o Pet. Pelo menos não gastaria tanto.
Já o Vaishco trouxe o chileno Villanueva e pretende trazer o perigoso atacante nigeriano Abu, de 19 anos. Cá entre nós, que diabos pode querer o Bacalhau? Só pode ser ponte para levar o jogador para a Europa. Time de aluguel é assim mesmo...
No Curíntia, nenhuma novidade. A não ser o gancho de 30 dias que o presidente Sanches levou pelo atraso no jogo contra o Grêmio. Ou seja, dá em nada...
Já o Flu, time sério e com a camisa mais bonita do Brasil, segue no ritmo do planejamento. Já levou Fabinho, ex-Peixe, que agora pretende jogar em time grande. Conca, ex-Vaishco, também é outro que trocou de ares para subir na vida. Na mesma linha ainda devem seguir Washington, o cardíaco, e Dodô, o doidão. Falando sério, acho que é um bruta desperdício de dinheiro ficar com bondes do nível desses dois últimos. Jogadores que pouco devem contribuir para uma temporada que envolve competições árduas como o Brazuca e a Libertadores.

Um comentário:

Saulo disse...

Rômulo, pra fechar o ciclo de contratações do Flu só faltam o Romário e o Edmundo.
Deus queira!