20 agosto 2007

Rodada brasileirão 18 e 19ago

O Flu resolveu ser solidário ao Botafogo e começou a descer a ladeira. Depois de virar o jogo contra o Cruzeiro em pleno Mineirão, vacilou e devolveu a vitória ao anfitrião. Isso não se faz! Tudo bem que foi um bom jogo, decidido apenas nos minutos finais - o Flu vencia até os 31min do segundo tempo, mas foi duro de engolir essa rateada. O destaque foi o artilheiro Alecsandro, irmão do bambi polêmico, que vem marcando gols. Os dois primeiros gols de ambas as equipes foram golaços! E esse Somália insiste em repetir Tuta, o maestro em perder gols feitos. O Flu até comandou a partida, tocando melhor o melão e se aproveitando da desorganização cruzeirense. Mas uma bobeada da defesa (do até então ídolo Thiago Silva) desnorteou o time!
Já o ex-líder caiu para quarto com o empate contra o Colorado. Quinto jogo seguido sem vitória dos alvinegros cariocas - terceiro no Maraca. Que segue a sina de goleiros atuando mal. Lopes, Júlio César, Marcos Leandro e agora Max, têm comprometido a meta botafoguense. Vontade não faltou ao Fogão - que ficou só na vontade mesmo. Mas tem faltado esmero. E nem podem mais reclamar da arbitragem, já que o gol de empate estava em posição irregular.
O carioca que vem bem é o Vaishco, que se aproveitou do oponente e da ajuda da arbitragem para vencer mais uma em casa. Leandro Amaral garantiu os 3 pontos marcando os dois gols - o primeiro num penal prá lá de suspeito!
E o Parmêra acabou com o falso embalo da favela. De quebra, terminou também a série de tropeços em casa. Jogo que começou equilibrado, com o Framengo empatando em dois minutos. Mas os donos da casa tinham mais a bola e pressionavam. A entrada de Obina só piorou a meiúca carioca.
O Grêmio deu um show de bola no Paranito, praticando o "futebol-total". A aplicação tática não deixou o rival pegar na bola, sufocando-o. Do início ao fim, o tricolor dos pampas foi amplamente superior ao tricolor da Vila Capanema. Com Eduardo Costa e Sandro Goiano fixos na meiúca, o time teve mais liberdade para armar com Diego Souza e Anderson. Mas, convenhamos, isso tudo por que só enfrentou um tricolor de araque. O próximo embate é contra "O Tricolor", aí veremos se a história será a mesma.
O Peixe conseguiu acabar com a maldição nordestina ao bater o Sport - o mesmo que havia batido o Peixe na Ilha do Retiro no jogo de ida. O diferencial do Peixe foi, acreditem, Pet. O sérvio desarmou a defensiva pernambucana!

Um comentário:

saulo disse...

Romulicha, neste ano é caneco do Vascão!!!
E o Flu cai, pode crer!!! Timinho de plano de saúde...