27 fevereiro 2012

Retomando o assunto...

Passado o baque do intervalo de festas de final de ano e a chatice do Carnaval, recomeça o saudável debate em torno do futebol, tendo como tema central os certames estaduais. Com ênfase nos campeonatos do Rio de Janeiro e de São Paulo, por serem os centros mais importantes, e no campeonato paranaense, para poder sacanear os amigos. Tá, e o gaúcho, vai...
No Paulista, o clássico entre Palmeiras e Bambis terminou com um empate de 6 gols, deixando o Curíntia mais solto no topo da tabela. O clássico foi disputado e, claro, com reclamação contra a arbitragem. Por incrível que pareça, dessa vez não é o Leão quem protesta, mas o Palmeiras, que teve o argentino Hernan Barcos como destaque ao marcar duas vezes. O time do Parque Antártica esteve à frente por 3 vezes no placar mas levou o empate de um São Paulo que vê o pelotão da frente se distanciar - tem 19 pontos contra 26 do líder Corínthians, que teve a "volta" de Adriano. E não é que o gordo marcou de novo? Havia mais de 3 meses sem fazer nada, o cara volta e marca um tento em mais uma vitória importante do Timão, deixando seus rivais comendo poeira - está a 4 pontos do segundo colocado. Haja estrela! Quem vem crescendo em campo é o Peixe. Sapecou uma goleada na Ponte (6x1 foi de doer) e vê Ganso crescer de produção, o que muito alenta aqueles que prezam o bom futebol.
No Gaúcho, o Grêmio, de novo, deu vexame. Na estreia do "profexô" Luxeba, perdeu a vaga para a decisão da Taça Piratini, o 1º turno do certame gaúcho, após eliminar o arqui-rival. Assim, o Inter riu por último e Luxa terá trabalho para se acertar nos pampas, já que elenco que é bom, carece ao Grêmio.
No Paranaense, o Trétis levou o caneco do 1º turno ao bater o Paranavaí como visitante, contando com o tropeço providencial do então líder Cianorte, que resolveu empatar com o Arapongas. Depois de ceder a dianteira ao time do interior quando empatou com o Coxa, o rubro-negro do meio-estádio comemora não só o título, mas também a má fase do time do Alto da Glória, que se desmantelou e não vê muitas chances de reencontrar o bom futebol, já que as peças de reposição não estão à altura dos antecessores.
No Carioca (melhor seria Campeonato Fluminense, mas aí já me chamariam de tendencioso), o Fluminense derrotou o então invicto e imbatível Vasco na decisão da Taça Guanabara, o 1º turno do campeonato do Rio de Janeiro. Por ironia, o Flu só se classificou para a decisão com uma ajuda do time da Colina. No jogo, entretanto, o Tricolor das Laranjeiras foi melhor, sobretudo depois de abrir o placar. Com Deco em grande fase, o time da camisa mais bonita do brasil, quiçá do mundo, dominou o adversário e fez por merecer a vitória, ainda que o Vasco tenha criado suas chances de gol. Com dois gols de Fred, o artilheiro das chuteiras negras, o Fluminense manteve o Vasco sob pressão.
26 de fevereiro: Torcedora do Fluminense aguarda o início da decisão da Taça Guanabara contra o Vasco; time tricolor venceu por 3 a 1 e conquistou o primeiro turno do Campeonato Carioca   Foto: Daniel Ramalho/Especial para Terra
A torcida mais bonita do Brasil comemorou a Taça Guanabara.
Foto: Daniel Ramalho/Especial para Terra

3 comentários:

Arthur disse...

tribufa...

Patricia disse...

Que apelação de torcida é esta Romulo? Esta jovem com certeza pediu a camiseta emprestado à alguém né. hahhahah

Thaís L. disse...

Sou eu na foto :O HAHAHHA