02 outubro 2011

Ainda indefinidos

O Santos é um bom time. Tem uma meiúca que sabe marcar e sair jogando, com Elano e, principalmente, com Arouca. Tem uma zaga experiente, mas que se atrapalha de vez em quando. Tem um bom goleiro, embora não excepcional. E tem um ataque ardido, com Borges, o artilheiro do campeonato, e Neymar, o craque do certame! Bola no pé do guri é, via de regra, perereco na defesa adversária. Pelo menos dois na marcação para tentar conter o garoto. Se deixa no mano-a-mano, há grandes chances de a rede balançar, como de fato ocorreu no primeiro gol santista. Porém, essa força do time de branco foi insuficiente para frear o Tricolor das Laranjeiras e sua meiúca "operária", que tem marcado bem - talvez até demais, que conta com as boas atuações de Fred no comando do ataque para marcar seus gols. Tem dado certo, ainda mais com a colaboração de coadjuvantes como Lanzini, Martinuccio, Rafael Sóbis e o esperado Deco, que tem mostrado sua categoria com a camisa mais bonita do Brasil, quiçá do mundo, em breves aparições. O gol no final da partida não chegou a ser injusto, já que o Flu foi melhor que o Peixe no cômputo geral da partida, embora o Santos tenha valorizado bastante a vitória Tricolor.
Para animar mais a festa, os times à frente do Flu tropeçaram mais uma vez. Curíntia e Vaishco fizeram o jogo da liderança e empataram numa partida corrida e disputadíssima, onde se alternaram no comando das ações. Ora um, ora outro no ataque e a partida seguiu indefinida até o final, com pressão do Timão sobre o time da camisa mais feia do planeta. Esses já vêem o intrépido Flu no retrovisor e começam a se preocupar.
Os Bambis receberam o Framengo em dia de festa, comemorando a volta de Luís Fabiano, o "Fabuloso", ao ataque do time do Morumbi. Após meses de recuperação, o reestreante conseguiu jogar uma partida, mas o Urubu meteu água no ponche de frutas são-paulino. 64 mil gays, digo, são-paulinos, lotaram o Morumba e amargaram um tropeço do tricolor paulista, que agora é ameaçado pelo alvi-negro carioca. A expulsão do jovem Lucas fez a balança pender para o lado maloqueiro, que ainda contou com a sorte para sair com os 3 pontos.
O Trétis é que surpreendeu e ganhou do Inter jogando no meio-estádio, onde a pressão da torcida tem assutado o time. Ruim para o time gaúcho, que vê o G5 se afastar na reta final. Quem sabe não comece uma reação do Furaquinho e ele consiga escapar da degola? É bem capaz de Cruzeiro, Ceará ou Bahia ainda entrarem nessa dança, deixando o Trétis sem a cadeira da Segundona.
Outro Atlético que surpreendeu foi o de Goiás, que abotoou o Botafogo e sonha com uma vaga na Sulamericana. Meteu 2 logo de cara e deixou o time da estrela solitária atordoado, sem reação, frstrando a expectativa de assumir a vice-liderança.
Mas a indefinição continua. Até o 6º colocado, todos têm reais chances de levar o caneco!
Em uma partida com final emocionante, o Fluminense conseguiu a vitória sobre o Santos por 3 a 2. Após ver o time alvinegro empatar o jogo aos 44min do segundo tempo, o clube carioca marcou com Márcio Rosário e conquistou o dramático triunfo nos acréscimos  Foto: Dhavid Normando/Photocamera/Divulgação
Mais uma comemoração Tricolor

4 comentários:

RICA disse...

"meteu água no ponche de frutas" hahaha

Rita disse...

Eu me divirto com a tua irreverência!!!:D

Bernardo Reisdorfer disse...

Muito bom! Show de bola, só faltou falar do time que tem a camisa mais bonita do mundo, considerado pela revista Monet.

Mateus Antonyo disse...

Legal seu blog! Visite o meu! opiniaovirtualsul.blogspot.com!