17 julho 2011

Era una vez...

La Cuepa Amiérica
Los Hermanos amargaram uma eliminação em jogo candente com os vizinhos platinos, com decisão levada a cabo nos penais. O papel de vilão no tango argentino ficou a cargo de Tevez, que está prestes a voltar a ser corintiano. Que sina! Elimina o próprio time nacional e volta a jogar no Curíntia! Vai ser azarado assim lá longe! Com a eliminação, a Argentina continua amargando um longo jejum de conquistas - já vai para a segunda década sem títulos, e Messi permanece sendo questionado em seu país. Vamos convir que Messi não tem com quem jogar nesse timinho alvi-celeste. Higuain, Tevez, Mascherano... Ficaram devendo muito. Já os uruguaios se superaram na base da vontade, jogando com um a menos durante a segunda etapa contra um time melhor tecnicamente. Com a eliminação do Chile e do Brasil, o caneco fica na mão dos uruguaios!
Brasil que jogou bem, em sua melhor partida da Copa América, com um conjunto funcionando na meiúca, tocando a bola, criando inúmeras chances e sem dar brechas ao adversário. Pena que o melão não balançou o barbante paraguaio, muito por conta de imprecisão nas conclusões, mas também graças a, no mínimo, duas grandes defesas do arqueiro Villar. Pelo menos vimos que com o Ganso o meio de campo do Brasil tem jogada, tem lucidez. Vimos que Robinho, quando quer, pode jogar bem. Vimos que podemos ter um time. Mas não vimos Neymar afirmando-se com a amarelinha. A jovem estrela ficou devendo, pois apareceu muito abaixo da expectativa que todos tínhamos em relação à sua participação na competição. E o Paraguai passa à semi-final sem ter ganho UMA partida sequer.
Mano Menezes não esconde a decepção ao ser eliminado nas quartas de final em sua primeira competição oficial à frente da Seleção Brasileira  Foto: Ricardo Matsukawa/Terra 
Piadinha da Copa América: "foie gras é a iguaria mais desejada neste momento, pois todo brasileiro quer comer o fígado do Pato, do Ganso e, se der, do Mano também".
Brasileirão
Os Coxas estão reclamando da arbitragem do jogo contra o Flu e eu ainda não entendi o motivo. O árbitro não comprometeu a partida, muito embora tenha cometido um errinho ou outro para ambos os lados. Fico pensando que os coxas querem que o árbitro erre a favor do time para acharem que ele não roubou! Enfim, o Flu não jogou nada e em 3 lances de bobeira, permitiu que o Coxa fizesse o placar. Coxa que não jogou para merecer o placar e nem a vitória, ainda que tenha um time bastante razoável, tentando voltar a empolgar a torcida - com o time da Copa do Brasil na memória. Tcheco jogou pacas, sendo o nome da partida, tocando a bola e ditando o ritmo do time. No Flu, um amontoado de jogadores sem norte, sem maestro. Falta um cara que mostre o jogo aos demais, como fazia Conca e como faz Ganso. Só jogadores esforçados, no máximo. Souza está longe de ser o cara que cumpra esse papel. Deco, eventualmente, se deixar o DM, pode se candidatar à vaga. E esse Edinho é um bonde!
Para minha surpresa, o São paulo contratou o Adilson Batista para o comando técnico da equipe, na vaga de Carpegianni. Adilson já deu mostras suficientes de que não está, digamos assim, numa boa fase. Juvenal Juvêncio faz questão de ser polêmico...
E o Curíntia vai esvaziar os cofres para ter Carlitos Tevez de volta. Apostar num jogador que há um bom tempo não vem jogando bem é, no mínimo, bastante arriscado, para ficarmos no campo das suposições.

3 comentários:

Dimitry disse...

Coooooooooooooooooooooooooooxa!

Eu disse...

Meeeengooooooooooooo !

Acir disse...

Pelo menos desta vez vc não esqueceu apenas do Paranito, que aliás aplicou mais uma goleada e segue firme rumo a primeira divisão. Tudo bem que nem há muito o que comentar sobre o Trétis, além de estar firme no rumo a segunda divisão...