17 fevereiro 2011

Internacionais

Liga dos Campeões
O Arsenal recebeu o Barcelona no Emirates Stadium, no primeiro confronto das oitavas da Liga dos Campeões da Europa, e se deu bem. Virou o jogo para cima do time mais temido do planeta em um bom jogo de futebol, com duas equipes técnicas. O Barça manteve mais a bola no pé (60% de posse de bola) mas deu mole em dois lances decisivos. O segundo gol do Arsenal, aliás, foi exemplo de contra-ataque mortal. O primeiro tempo foi dominado pela equipe catalã, que mantinha o Arsenal acuado. Porém, a alteração promovida por Arséne Wenger mudou o panorama do jogo e o segundo tempo foi dos ingleses. A entrada de Andrei Arshavin no lugar de Song organizou os Gunners. E eu achei que o tal do Van Persie é limitadinho. O próximo jogo é no Camp Nou (08mar), onde a torcida catalã espera fazer a festa, enquanto o Arsenal pretende fazer história e chegar ao seu primeiro título continental.
Libertadores
O Peixe pipocou e ficou só no empate com o Deportivo Táchira, da Venezuela, que mal sabe o que é futebol. País que joga beisebol e elege Chávez, não merece crédito. Ainda assim, o time da baixada Santista não foi bem, com uma atuação bastante apagada. Claro que foi melhor que o adversário, mas ligeiramente melhor, apenas. Elano foi sombra do que vinha jogando. Neymar e Arouca, retornando ao time, também careceram de brilho. Apesar da frustração, não foi tão ruim considerando as condições: estreia, retorno de peças-chave ao time, ausência de jogadores...
O Cruzeiro se vingou do Estudiantes e aplicou uma sonora goleada na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, com boa atuação do veterano Roger e de Montillo. Uma 'vingancinha' pela final de 2009, quando o time argentino levou a melhor sobre os mineiros na decisão do mesmo torneio. Verón já devia pensar no que fazer após o futebol.
O Inter também vacilou e cedeu o empate ao Emelec, em partida disputada no Estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador. O jogo foi vermelho, pois o Colorado dominou. Perdeu várias chances, marcou o seu, teve penal não anotado... Enfim, foi bem superior. Porém, no finalzinho, aos 49min, uma bola alçada na área do time brazuca encontrou a cabeça de Giménez que, livre, balançou o barbante da meta colorada. Uma pena...

Nenhum comentário: