18 abril 2010

Enquanto isso...

Santos e São Paulo disputam a vaga na final do certame paulista para decidir o caneco contra o vencedor de Sto André x Grêmio Prudente. No primeiro tempo, os tricolores tentaram parar o ataque mais ligeiro do Brasil e conseguiram, embora tenham levado vários sustos. E criaram poucas oportunidades de balançar o barbante santista. Diferentemente da primeira partida, Hernanes não apareceu para o jogo. Dagoberto voltou ao normal e pouco apresentou. O Peixe até que foi seguro na defesa, já que foi pouco exigido. O ataque mostrou seus dentes, mas não mordeu com força.
Enquanto isso, o Buátafogo cedia o empate ao Framengo, em jogada bastante suspeita. Verei de novo para me certificar... E o Coxa abre o placar logo no início do segundo tempo, com gol de Marco Aurélio.
A volta do Peixe foi com vontade. Robinho declarou no intervalo que precisava partir para cima do adversário e foi. O Peixe começou a achar espaços na defesa do São Paulo e, numa bela e longa troca de passes, Wesley achou Marquinhos entrando pelo meio da defesa, que cruza para o gol de mão de Neymar. Acho que o guri foi empurrado e aproveitou a queda para meter o braço na bola. De qualquer modo, seria difícil para o ábirtro ver o toque irregular, já que o corpo do jogador encobria a visão.
Enquanto isso, o Coxa boatava as duas mãos no caneco, abrindo 2x0 sobre o Trétis. E o Buátafogo metia 2x1 no Framengo, em sua segunda cobrança de penal.
O Peixe começou suas mudanças logo depois que o goleiro Felipe fez uma defesa salvadora, em cabeçada de JWagner que sobrou aos pés de Washington - com impedimento mal assinalado. Logo em seguida, o Neymar simulou bem uma falta e cavou um pênalti para o Peixe. O próprio cobrou com maestria, numa paradinha magistral, deslocando RCeni.
Enquanto isso, o Framengo perdia uma cobrança de pênalti (que deve ter sido roubado, claro) e o Inter empatava a partida contra o Pelotas, livrando-se do sufoco. E o Coxa sagrava-se campeão em cima do Furaquinho - mais uma vez.
Em jogada pela direita, Madson entorta RSouto e cruza para Ganso fazer 3x0. Pá de cal nas pretensões tricolores e maloqueirada em festa na Baixada Santista. Logo em seguida, Dagoberto não quis fazer o gol. Chutou uma baga na estratosfera, com displicência típica de quem jogou a toalha. Santos finalista do Paulistão 2010.
Enquanto isso, o Colorado enfiava 3x2 no Pelotas, assegurando sua vaga na final contra o Grêmio. E o Buátafogo levava a Taça Rio e o título do certame fluminense, desmistificando a boataria de que o Framengo tem time para algo além de receber verba pública para cobrir rombos de vigarice. A parte chata é ouvir o Joel Santana discursando como vencedor. Haja!

Um comentário:

Dimitry disse...

Nada mais natural que o Glorioso abotoando os favelados do merdético, só que dessa vez não foi lá no chiqueiro deles.
E que o atlético se foda!
E sobre os bambis, digo e repito desde a frustada arrancada deles no final do brasileirão passado, enquanto não aposentarem o Rovelho Ceni, não vão a lugar algum.
E o Robinho tá se lambusando na categoria do ganso e do Neimar, para mim continua sendo o ex-atleta em atividade mais jovem do Brasil.