10 fevereiro 2009

Dançou

Felipão não se deu bem na Ilha. O Chelsea o demitiu após uma série de resultados fracos em sete meses de trabalho, incluindo a perda de 4 anos de invencibilidade em casa. Pela primeira vez em sua carreira, Scolari está desempregado. Claro que não sai de mãos abanando. Leva cerca de 50 milhões de reais para acalmar a dor da demissão sumária. Pode ser que use a grana para aprender inglês.
Felipão não conseguiu montar, no Chelsea, a tal 'família Scolari' que é seu modus operandi. Aparentemente, os ingleses não apreciam a mesma abordagem que fez sucesso entre os latinos e queimaram o gaúcho - não a rosca, creio eu.
Com Felipão, o time de azul até começou bem, mas não resistiu ao primeiro clássico e começou a afundar.
E o fracasso de Felipão, assim como o de Luxa, é ruim para os treinadores brazucas, que já contam com a pecha de paneleiros, já que só sabem trabalhar com
quem fala a sua língua e conhece há muito tempo. Se o seu compatriota levou até nutricionista brasileira para o Real Madrid, Scolari quase só contratou jogadores brasileiros ou portugueses.
No comando do Chelsea, Felipão fez 36 jogos oficiais, com 20 vitórias, 11 empates e apenas cinco derrotas - aproveitamento de 65,7% dos pontos. Foram 66 gols marcados e 24 sofridos. O clube é o quarto colocado no Campeonato Inglês, sete pontos atrás do líder Manchester United. Na Liga dos Campeões e na Copa da Inglaterra, os londrinos seguem vivos nas oitavas-de-final. Foi pouco para a torcida.

Fenômeno

Em informação divulgada por Ancelmo Góis, de “O Globo”, a torcida do Flamengo está preparando uma vingança para o atacante Ronaldo, que foi jogar pelo Corinthians em vez de atuar pelo Rubro-Negro, como prometera.
Os rubro-negros garantem que vão contratar travestis do Rio de Janeiro e vesti-los com uma fantasia alusiva ao jogador. A provocação tem a ver com o escândalo que o Fenômeno se envolveu no ano passado, quando foi parar na delegacia depois de uma confusão com travestis. O Flamengo enfrentará o Corinthians no Rio de Janeiro no dia 9 de agosto, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Os clubes podem se enfrentar antes, numa eventual final da Copa do Brasil.
A conferir...

2 comentários:

BRASA disse...

Alguém tinha alguma dúvida ??
No ano passado o Renato Gaúcho comentou a má fase do Tricolor no Brasileirão, após o Vice na Libertadores: "Qdo os jogadores querem queimar o técnico, ninguém segura".
Independentemente da "qualidade" do Felipão, dificilmente algum brasuca se dará bem como treinador na Europa.
O "cara" terá que ter apoio, PRIMEIRO, do time.

Dimitry disse...

E que o atlético se foda!