12 outubro 2008

Pois então...

A principal característica do certame 2008 é, sem dúvida, o equilíbrio. Para o bem e para o mal. No topo da tabela, Grêmio e Palmeiras se engalfinham pela liderança. Enquanto o tricolor gaúcho mantém uma ligeira vantagem, o time do Parque Antártica tenta se manter no encalço, mas pequenos tropeços fizeram-no entregar a liderança provisoriamente conquistada. Os empates contra Figueira e Náutico custaram dois pontos de vantagem pró-Grêmio. Considerado por muitos o time mais equilibrado do torneio, o Palmeiras pecou por deslizes que os times de Luxeba dificilmente cometem. Conseguindo manter o ritmo, ou seja, sem perder pontos bobos, o time de Luxeba deve alcançar o Grêmio, que não creio ter time para segurar a peteca. Afinal, quem é que confia em Celso Roth?
Embora os dois sejam os favoritos por conta da vantagem na tabela, não podem vacilar, pois a distância para o Cruzeiro e para os Bambis, que vêm logo atrás, não é desprezível. Uma derrota permite a aproximação para deixar todos postulando ao cargo de dono do caneco. Ao que parece, tanto o time mineiro quanto o paulista não pretendem largar o osso tão cedo. Ainda mais se considerarmos que vale uma vaga para a Libertadores de 2009 - o famigerado G4.
G4 que o Coxa deixou escorrer ao vacilar em jogos importantes. Considerado pelo Dimitry como o Robin Hood do Brasileirão, o time do Alto da Glória poderia estar aparecendo bem na foto se não amarelasse nas horas "H". Assim como o Framengo, que chegou a acreditar que tinha time para ir mais longe do que bater em garotas de programa. A derrota para o Galo, perante sua torcida, em pleno Maraca, no dia de quebra de recorde de público, foi emblemática: o Urubu tomou um pau firme do Galo!
Na parte de baixo da tabela, vão se consolidando alguns prognósticos. O Vaishco, infelizmente, vai marcando presença forte na lista dos sérios candidatos à Segundona. Ao lado de Ipatinga, Portuguesa e Trétis, compõem, merecidamente, o elenco de anjos caídos.
O Trétis, aliás, dá pena de ver. O time não se acha nem jogando em casa. Não à toa, a Baixada é considerada como Arena de festa dos adversários. O Flu, por exemplo, gosta muito de jogar ali. No embate de ontem, só deu Flu. Mesmo saindo atrás no placar, o Tricolor foi implacável e mostrou sua superioridade. Aparentemente, o "psicólogo" Renê Simões fez bem ao elenco, que pena para superar o trauma da Libertadores e a verborragia falastrona de Renato Gaúcho. Já o Furaquinho terá uma imensa tarefa para se superar e sair da iminência de jogar a Segundona.

Pos.TimePGJVEDGPGCSG
1 Grêmio56291685462323
2 Palmeiras54291667463214
3 Cruzeiro52291649443113
4 São Paulo522914105472720
5 Flamengo49291478453312
6 Botafogo46291379413011
7 Coritiba45291298433013
8 Goiás44291289443410
9 Vitória (BA)43291341238344
10 Internacional43291271037343
11 Sport40291171134313
12 Atlético-MG3729910104048-8
13 Santos332989123644-8
14 Figueirense332989123657-21
15 Náutico302986152943-14
16 Fluminense302979133641-5
17 Atlético-PR282977152842-14
18 Portuguesa282977153555-20
19 Vasco272976164459-15
20 Ipatinga (MG)272976162950-21

Um comentário:

Dimitry disse...

Eu Eu Eu !
O atlético se fudeu !