07 junho 2007

Tricolor no coração!

Florianópolis mudou de cor. Virou tricolor. Aliás, o Brasil teve uma noite tricolor! Nem o "Desorganizados do Alambrado", tradicional reduto de torcedores do Figueira, resistiu à contagiante confiança e alegria da torcida do time da camisa mais bonita do Brasil - quiçá do Mundo. O clima de "já ganhou" do Figueirense mudou de lado e privilegiou o time de mais garra. A tímida alegria inicial catarinense virou uma "choraçada" só! Choro de perdedores... Como a Ana Barni, que nem telefone atende.
Convenhamos, nessas horas, camisa acaba fazendo diferença. E o Flu fez valer a mística da camisa tricolor, embora jogando de branco. Também contou com a sorte, ao fazer seu tento logo no começo do embate. Se esse gol demora a sair, o Flu se veria em palpos de aranha. A vantagem no placar era tudo que o mundo tricolor precisava. Passou toda a ansiedade e nervosismo para o lado de lá. E, como o Figueira também não é assim uma Brastemp, natural que a pressão dificultasse seu jogo. No começo, quem demonstrava falta de controle era o Flu. Bago para todo lado a fim de aliviar a pressão. Depois do gol, era ferrolho na defesa e contra-ataque. Se o time carioca tivesse um atacante mais ligado, no lugar do inoperante e irritante Alex Silva, o placar teria sido bem dilatado.
Também Carlos Alberto, cria de Xerém, continua devendo. Além de não jogar, ameaçou ter uma dessas crises de estrela, batendo boca o tempo todo. O temor era de uma expulsão precoce. Quem jogou, e muito, mais uma vez, foi o zagueirão Tiago Silva. Olho nesse cara! Ligado, não perde lance, antecipa-se bem e sem fazer falta. Caboclo bom de bola!

Enquanto isso, o Peixe suou, tentou, mas não conseguiu reverter a vantagem imposta no Olímpico. O Grêmio, outro tricolor, marcou um golaço logo de cara e segurou as pontas lá atrás. Apesar da torcida, do ímpeto santista e da superioridade técnica, Digão vai morrer com a grana da birita apostada com o Roque. E eu vou na aba...
Como eu disse, foi uma noite tricolor. Só a ressaca foi negra, por isso a demora em postar esse texto.

http://www.youtube.com/watch?v=Bo32Lyp2EQ4&mode=related&search=

6 comentários:

Bruno disse...

Fico feliz de vc ter ido ao jogo. Quem sabe na próxima oportunidade que o Flu ganhe um título de nível nacional vc já esteja muito idoso para ir aos estádios...Esse teu blog tá "bombando", hein? Só eu comento...

Dimitry disse...

Pois é Bruno, este blog tá uma bosta!
Isso que escrevi uma bíblia aqui ontem, fui postar, e nada, perdi tudo!
Deve ser proporcional as vultosas quantias de dinheiro que o Rômulo gasta para manter esta merda...

Dimitry disse...

Repetindo!
Romulicha escreveu muito sobre um jogo que ninguém viu, mas parabéns ao Flu, que agora se iguala ao paulista, Santo André, Criciúma, como campeão da Copa do Brasil.
O Peixe (lambari) virou moqueca na Vila, reescrevendo o ditado que Libertadores é para time grande!
O Grêmio repetiu a façanha de meter 1 logo de cara na casa do adversário, como no épico 5x1 contra o Parmera tempos atrás.
O Pexe dominou o segundo tempo, e precisava de um gol a cada 15 min, cumpriu o feito aos 15, aos 30, só faltou o dos 45.
Cômica foi a reclamação do Luxeba de falta no gol do Grêmio, puxão no calção, vá se fuder, depois de 200 caneladas não apitadas, jogo de Libertadores meu filho! Pede prá cagar e sai...

caxa disse...

Romulo, tu é uma bosta mesmo heim!

RitaPatrícia :) disse...

Pô finalmente um hein... mas tenha fé, um dia o Flu chega perto da grandeza do melhor time de do RS, Campeão do Mundo/FIFA e Campeão Recopa, INTERNACIONAL

Ana Barni disse...

Romulicha... vc deve ter ligado para o número errado. Não seria uma derrota do Figueira que me faria não atender uma ligação tua. Apesar da vitória do Flu, estou muito feliz com a apresentação do time catarinense.